segunda-feira, 21 de novembro de 2022

INSTITUTO BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO: UMA GRANDE OBRA SOCIAL, GRATUITA, NA LUTA CONTRA A DEPENDÊNCIA QUÍMICA, PREOCUPADA COM O SER HUMANO E RESTAURANDO FAMÍLIAS.







O blog Espaço Militar realizou uma entrevista com a diretora do Instituto Batalhão da Restauração, a senhora Ana Clea, com o objetivo de que a sociedade possa conhecer ainda mais o brilhante trabalho que é realizado pela entidade, recuperando pessoas da dependência química e restaurando famílias. Uma grande obra social idealizada pelo Capitão Samuel, gratuita, que deve ser cada vez mais valorizada e que não pode parar.

Confiram a entrevista abaixo:

ENTREVISTA BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO:

1) QUAL O TRABALHO DESENVOLVIDO PELO BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO E QUANTAS PESSOAS SÃO ASSISTIDAS ME ENTIDADE, SEJAM HOMENS E MULHERES?

O Instituto Batalhão da Restauração desenvolve um trabalho de tratamento e assistência a dependentes químicos em regime residencial. O plano de tratamento dura de 6 a 9 meses, onde são desenvolvidas a reabilitação psicológica e física, fortalecimento dos laços familiares e a reinserção social.

O Instituto recebe em média a entrada de 30 residentes por mês, mantendo assim uma média de 120 Residentes em tratamento na Unidade Masculina, na Unidade Feminina, a procura espontânea é bem menor, recebemos por mês uma média de 10 e acolhemos em tratamento uma média de 15 mulheres. 

2) O QUE É OFERECIDO AOS RESIDENTES DURANTE O TEMPO DE TRATAMENTO?

Durante o tratamento os Residentes têm acompanhamento psicológico, onde passam por avaliações constantes e terapias, têm acompanhamento com a Assistente social que atua no fortalecimento dos laços familiares que foram rompidos, na retirada de segunda via de documentos entre outros serviços, e os residentes passam também por avalição médica e odontológica.

Para contribuir com a reinserção social, são oferecidos aos Residentes Cursos profissionalizantes e orientação voltada para o empreendedorismo.

3) O BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO REALIZA TÃO SOMENTE O TRATAMENTO OU TAMBÉM OFERECE A POSSIBILIDADE DE UMA REINCERSÃO DO RESIDENTE TAMBÉM NO MERCADO DE TRABALHO?

Então, como foi dito anteriormente, ofertamos cursos profissionalizantes e orientação voltada para o empreendedorismo.

O Instituto Batalhão da Restauração tem parceria com a FUNDAT e com a Secretaria de Inclusão Social que nos possibilita ofertar cursos de barbeiro, manicure e pedicure, designer de sobrancelhas, Frentista entre outros.

4) DE QUE FORMA É FEITA A REAPROXIMAÇÃO DO RESIDENTE COM A FAMÍLIA?

São realizados contados com as famílias intermediados pela Assistente social e psicólogas, Reuniões mensais e visitas mensais.

A família também participa do Projeto Amor exigente onde são aconselhadas e orientadas a como lidar coma dependência química.

5) APROXIMADAMENTE, QUAL O TEMPO DE TRATAMENTO DE UM RESIDENTE?

O Plano de tratamento dura 6 meses podendo ser estendido até 9 meses.

6) QUAL A IMPORTÂNCIA DO CAPITÃO SAMUEL TER IDEALIZADO O PROJETO BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO, FACE A PEQUENA QUANTIDADE DE ENTIDADES QUE OFERECEM TAL TRATAMENTO, PRINCIPALMENTE GRATUITO?

O Capitão Samuel foi muito feliz na idealização do Instituto Batalhão da Restauração e a sociedade sergipana só ganhou com isso. Além de reestruturar a vida do dependente químico e da sua família, um trabalho de tratamento gratuito como esse reduz inclusive os índices de violência da sociedade sergipana, pois retira das ruas pessoas viciadas dispostas a qualquer ato de violência para manter o vício.

7) QUAL A TAXA DE RECUPERAÇÃO DOS RESIDENTES QUE SÃO ASSISTIDOS PELO BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO?

Quando o Residente termina o tratamento com a reinserção imediata no mercado de trabalho temos um índice de 70% de recuperação. Sem trabalho este índice cai bastante.

8) TEM ALGO MAIS QUE A SENHORA QUEIRA ACRESCENTAR ACERCA DO BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO PARA CONHECIMENTO DA SOCIEDADE?

Eu recomendaria seguir as nossas redes sociais (@batalhaodarestauracao) para conhecer mais sobre o trabalho do Instituto Batalhão da Restauração, não só da Comunidade terapêutica, mas da Equoterapia, dos projetos de prevenção às drogas (Drible contra as drogas e Escoteiros do Batalhão da Restauração) e dos Projetos Nova Vida (cursos profissionalizantes ) e Saberes (reforço escolar).

Matéria do blog Espaço Militar

Nenhum comentário:

Postar um comentário